Facebook Instagram Youtube Google Plus Linked-in

23/09/2016 - O que você faria se não tivesse medo?

mulher com medo

Uma palavra tão pequenininha, capaz de causar estragos enormes na nossa vida. O medo é uma sensação natural. E a única maneira de você ultrapassá-lo é enfrentá-lo. E como temos medos, medo de perder, de falhar, de ser magoado, medo da morte, da falta, da rejeição, do abandono, da violência, enfim,  mas, no final das contas, todo o medo é aquele que o ego tem da morte, da aniquilação.

Nesse estado de identificação com a mente, o medo da morte afeta muitos aspectos da nossa vida. 

Mas, quando você decide finalmente enfrentar o seu medo, normalmente percebe que afinal não era assim tão assustador quanto parecia.

Deixamos muitas vezes de fazer movimentos proativos por causa do medo, que tem o poder de nos manter estagnados. Mas como podemos dar menos força a esse sentimento?

Alimentando-nos de bons pensamentos.

Porque tem muita gente que tem sonhos possíveis de realizar, mas alimentam suas mentes com pensamentos negativos, de que tudo pode dar errado. E até pode, mas só há uma chance de fazer dar certo: fazendo, experimentando.

Os pensamentos que alimentamos e os aprendizados e conhecimentos que conservamos exercem grande influência sobre nós. É através deles que determinamos de que forma enxergamos a vida.

Se tivermos pensamentos positivos, o medo perde espaço para a fé, mas, se tivermos pensamentos negativos, o medo vence.

Já ouviu a expressão “Tudo é difícil antes de se tornar fácil e tudo é desconhecido antes de se tornar conhecido” ?

Você não nasceu sabendo andar, ler, falar, nadar, trabalhar, dirigir, mas aprendeu. Cada primeiro passo causa um pouco de medo pelo desconhecido, mas o segundo já fica um pouco melhor.

E todas estas coisas são importantes para a sua vida, assim como tudo o que você criar coragem para aprender daqui para frente será importante para o seu futuro!

Tudo na vida é impermanente, então, não tenha medo de começar algo novo.

Eu fiz isso a minha vida inteira, comecei com uma profissão, passei por outras e agora estou aqui feliz fazendo o que amo. Mas, se precisar, mudo de novo!

Se eu tive medo? Claro que sim, mas não o deixei dominar a minha vontade de mudar, crescer e me realizar.

Por isso, não vá para o caminho que o medo faz você ir. Se o que faz você estar onde está é o medo, repense sua vida.

Porque o medo é só uma antecipação de algo que talvez nem aconteça. Mas se você o colocou na sua mente ele pode ficar lá por toda a sua vida. Credo!

Só pra te lembrar: você não é sua mente.

Vá com medo, vá sem medo, mas vá!

Porque se você não for, tenha certeza, que o arrependimento vai doer muito mais do que o próprio medo que você tem hoje. Porque se não der certo, pelo menos você experimentou e aprendeu com a experiência.

Quer uma dica para diminuir ou seu medo?

Exercite o presente. O agora. Porque você sente medo sempre que sua mente está no futuro, e isso gera muita ansiedade. O único momento em que podemos fazer alguma coisa é no AGORA. Não temos como lidar com o futuro.

Então, viva o momento, no presente, a cada minuto, sem apego, usufrua de sua vida.

Vou te passar um exercício bem simples que aprendi com a Programação Neurolinguística:

Respire profundamente três vezes.

Feche seus olhos.

Imagine-se na situação que te causa tanto medo.

Crie uma imagem, como se você estivesse vivenciando aquela situação que te causa medo. Como uma fotografia. Fique olhando para ela

Você pode perceber que essa fotografia é velha, antiga, meio amarelada. Possui uma moldura  antiga, envelhecida, gasta.

Imagine que está colocando essa foto em uma parede, como um quadro, junto com outros quadros antigos.

Imagine que ela está em um museu e deixe-a ficar ali para sempre. Vá afastando essa imagem até ela desaparecer. Abra seus olhos.

Agora que você já afastou seu maior medo, responda:

O que você faria se não tivesse medo?

Mergulhe dentro de si mesmo e busque a resposta. Não se preocupe se for uma resposta absurda, porque ela vai te dar orientações sobre seus verdadeiros desejos. Sobre a sua verdade e aquilo que você realmente quer da vida.

Preste muita atenção nessa resposta  porque a partir dela, você vai poder começar a detectar as causas dos teus medos.

Espero que você consiga superar seus medos e prosseguir, porque,  cá entre nós, é muito melhor viver coisas incríveis em meio a um ou outro tropeço, do que não viver nada.

Com carinho,

Adriana Medeiroz

Veja o vídeo que fiz sobre o tema desse post: